27 de out de 2011


Sabe aquela pequena diferença entre falar e fazer?
Há... Você sabe sim,
Assim como eu que todas as promessas feitas à luz dos meus olhos
Todas foram autenticadas
Só!

18 de out de 2011


Burro ninguém é. Todos nós aprendemos muitas coisas. Cedo ou tarde. Mas nunca é tarde demais. Aprendemos que é perda de tempo desejar a consideração de uma pessoa. Sabe aquela pessoa que você amaria ser amada por ela? Se ela não estiver por perto não significa que ela te odeie, ela simplesmente tem os motivos dela, as prioridades dela. Conselho tem hora e local para ser dado. Reclamação só tem valentia dita à pessoa em questão. Para muitas coisas você precisa escolher entre hoje e sempre. Aprende que tudo tem limite. Que tudo precisa ser planejado. Você se dá conta que nem tudo para dá certo precisa ser planejado, a vida nos surpreende. Aprenda que não basta aprender, é preciso por em prática. 
                                                                                                                                                  Alinne Louise

É isso.
Dormir nem sempre proporciona o descanso.
Comer nem sempre dá forças.
Chorar nem sempre é a solução.
Amar nem sempre é fácil. Mas nunca é impossível. 

                                                                                                                                     Alinne Louise

12 de out de 2011


(Minha prima Nêga. Minha amigona Leila. E uma menina chata.)
Nada se resume a minha infância. Minha infância não se resume.  Esses 18 anos de minha infância me ensinaram tudo o que sou. Nunca fui ryka, mas andava de carrinho da sala à cozinha. Sabia contar até sete e deixava todo mundo morrendo de orgulho. Construí inúmeros castelos de cartas. Inventei diversos cardápios de lama. Acordei muitas madrugadas para dá injeção ao meu tamagotchi . Banho? Só se for de mangueira e a manhã inteira... Chiclete no cabelo. Chiclete no tênis. Chiclete na calça. Chiclete na bolsa da Barbie.
Mas como a tendência é o amadurecimento, surgiram as linhas... Isso mesmo, as linhas para arrancar os dentes de leite moles. Metiolate com muita frequência. Às vezes para mudar a rotina usava violeta.  Mas isso nunca foi impedimento para uma puladinha de elástico. Uma matada no fim da tarde.
Andando de bicicleta tantas vezes cai de cara . Fui atropelada repetidamente, mas nada derrubava meu sorriso. Prometo que mais nada irá derrubar... Afinal de contas a infância é apenas o começo de uma grande vida! Apenas o começo. Não quero contar aos meus netos como era minha infância. Quero mostrar para eles como é a minha infância. Quero ter vida para ser uma criança de responsabilidade e com coragem. Quero morrer ainda criança com uma idade bem avançada!