6 de jul de 2012


Se minha inspiração for eterna, como meu amor, gostaria de ser uma escritora. Assim poderia te amar em minhas estrofes e em meus versos contar suas confidencias.  Mas só as suas, porque se eu contar as minhas terei que te matar.  E eu sei fazer isso muito bem.
Fugirei para o Canadá todas as vezes que chorar por ti. Comerei pipoca usando todas as forças do meu maxilar cada vez que te enxergar em meu caderno. “Xingarei” todas as vezes que me decepcionar com suas “burradas”, mas soltarei um sorriso ao final de cada texto que escrever e ver que minha inspiração sem meus erros, sem meus relacionamentos e sem a sua disponibilidade de me deixar entrar em sua vida não seria nada. Seriam apenas textos passados para as crianças interpretarem e fazerem elas perderem 20 minutos de brincadeiras na rua... 20 minutos e alguns anos procurando uma resposta que o tempo todo estava bem próxima. Próxima de mim e de ti é só questão de não ter medo de enxergar. É só uma questão de querer viver a realidade. 


Alinne Louise

Referência: A frase descrita na imagem foi extraída do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.