27 de nov de 2010

Sejam muito bem-vindos


Sejam muito bem-vindos
Queridos leitores e viciados em internet, será um prazer enorme dedicar um pouco do meu tempo a este cantinho, revelando alguns detalhes das minhas histórias, das minhas aspirações e da minha felicidade ou da minha busca por ela. Sintam-se inteiramente à vontade, “a casa é sua!” (de vocês para concordar com o tempo verbal).
Encontro marcado neste mesmo bat-URL e mesmo bat-horário!
Um tostão [..] para você!
^^

24 de nov de 2010


Meu primeiro soneto
Suplico a cada minuto por sua respiração
Por seu suspiro, mais distante que esteja do meu alcance
Mesmo que de relance
Faça saltar meu coração. 

Subitamente percebo que tudo cabe em mim
Preenchida pela certeza de ter seu olhar fixado
Espero o seu carinho ancorado
Encaixado e doado sem fim.

Simplesmente nossos caminhos não se encontraram
Talvez meus freios não me deixem amá-lo
Pelo simples fato de sempre esperar um príncipe à cavalo.

Quando eu desaparecer peço que não apague nossas brincadeiras
E caso eu ressurja, se me amar não questione meus passos
Queira apenas construir comigo nosso compasso.  
                                                                                                                               Feliciano Júniar